terça-feira, 24 de novembro de 2015

Rechberggarten em Zurique

Agora chegou a vez de apresentar aqui o meu "pedacinho do céu" em Zurique: Rechberggarten. Há coisas que fazem parte da gente como se já viéssemos ao mundo sabendo disso... se tivesse que escolher três temas para descrever meu total envolvimento sem qualquer imparcialidade, eles seriam: natureza, livros e viagens - todos os meus outros interesses se relacionam a esses temas. 

Acredito que os jardins despertam no ser humano um sentimento de elo perdido com o Sagrado, embora que, na maioria das vezes, o seu uso seja estético. Sobre esse assunto, muitos estudiosos como Carl Jung fizeram reflexões interessantíssimas que resultaram das várias observações relacionadas ao homem e sua ligação com o mundo espiritual. 

Em quase toda a história da humanidade o jardim idealizado estava presente, despertando uma dimensão não racional, isto é,  a priori do nosso lado racionalista. Nesta perspectiva, ou melhor, de acordo com o estágio racional que cada pessoa se encontra, podemos observar que a razão humana não nos protege dos mais simples e naturais instintos: simbolizar o sagrado e buscar na natureza a nossa plenitude individual. E, tenho certeza, que em grande parte das minhas viagens faço exatamente isso - mesmo que seja de forma inconsciente algumas vezes. 

A ilusão do domínio da natureza, leva o homem a uma vida alienante, sem achar que tenha direito a qualquer tempo livre. Achamos que para viver, basta somente simbolizar a vida, e isso nos traz a sensação de nos sentirmos conectados aos demais; por esse motivo, tenho tanto prazer em dividir com vocês meus pequenos oásis espalhados por Zurique, visto que, para viver realmente, não basta somente "atuar" na vida, precisamos vivê-la de verdade. Carpe Diem!   






























segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Fischstube em Zurique

Esse verão foi simplesmente incrível em Zurique - não me recordo dos dias de chuva:-). Há um restaurante que frequento bastante, chamado Fischstube; ele é maravilhoso por vários motivos: fica na beira do lago de Zurique (Zürichhorn), a comida é ótima, sempre tem lugar pra sentar e posso ir de barco. Ah, ia quase esquecendo: a vista é magnifica.








Blatterwiese em Zurique

O gramado Blatterwiese fica em frente ao Chinagarten e é um dos lugares mais ensolarados de Zurique - do nascer ao por do sol, todos os caminhos permanecem sem sombra. Faço muitas caminhadas nessa parte da cidade - principalmente no inverno.

 Reparem o tamanho dos contentores de lixo da próxima foto.
Churrasqueira pública do gramado. 


 Espaço e muito verde - um paraíso urbano!

Irchelpark em Zurique

Um dos parques mais espaçosos de Zurique: o Irchelpark, está localizado na parte norte da cidade, e faz parte da Universidade de Zurique Irchel. Nos dias de sol (quando estou de folga) passo o máximo de tempo possível ao ar livre, pois acredito que o ser humano se move continuamente em busca de valores universais (arquétipos) e mesmo que seja de forma inconsciente, sempre procuraremos na natureza lugares que possam romper com o nosso excesso de estratégias racionais. E, embora o desenho urbano de Zurique permita mais sofisticação e requinte, sua arquitetura paisagistica é muito natural - pedras e árvores são as protagonistas mais cobiçadas desse enredo. Confira as fotos do Irchelpark. 










E salve os paisagistas!