quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Falando de Frutas e Verduras na Suíça

Muita gente me pergunta quando estou no Brasil, se é possível encontrar uma grande variedade de produtos frescos na Suíça; A resposta é SIM. Com o tempo vc  passa a conhecer melhor os lugares que tem maior variedade de frutas e produtos importados. Na minha Região - Zürichsee parkside/Zimmerberg Sihltahl -  um dos Supermercados top é o Migros de Rüschlikon - Migros tem na Suíça inteira, mas há muita diferença entre uma filial e outra. Eu diria que em Rüschlikon, vc encontra os produtos mais frescos e a maior variedade de verduras e frutas da minha região. 


Você poderá até mesmo escolher qual o tipo de manga e de que país...tangerina, laranja e toranjas variadas

Sem falar nas frutas exóticas...sempre em perfeito estado. 

E para quem gosta de cogumelo, vc acabou de achar a sua meca! Os cogumelos são armazenados de forma cuidadosa e há sempre muita variedade. Se vc tem curiosidade de saber um pouquinho mais sobre a história do cultivo de cogumelos, clique aqui: Cogumelos   

Há também uma vasta oferta de produtos orgânicos e uma variedade surpreendente de salada com folhas verdes

Filial Migros em Rüschlikon Parkside - fica de frente para do Park im Gruene, que postei ontem.


Mãe Natureza nos presentiando com as primeiras flores depois do inverno, Primeli...o estande estava começando a ser preparado. :-)  

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Um Encontro Marcado no "Park im Gruene"


Park im Gruene em Rüschlikon

Hoje às 14:00 horas pontualmente, tive um encontro marcado com um grande amigo de muitos anos... ele ainda é "das antigas" e adora marcar encontros em parques, ou em monumentos a céu aberto. Tem um caráter muito peculiar... 


Precisa de muito espaço e ar puro para discutir suas idéias...

Nunca se cansa de procurar pelo sol nos seus passeios pela tarde...

Tal qual a mim, precisa de muito espaço para refletir sobre assuntos que dizem respeito à alma e ao bem estar do ser humano...

Gosta de expressar-se em lugares aonde a paz reine em absoluto...

E contempla a mágica dos dias de sol com total intensidade...

Adora recitar poemas e criar dialógos, falar de política, ou simplesmente interrogar sobre assuntos que afligem a natureza humana...

Ele Precisa de "respirar" a natureza adormecida, mesmo que seje só por alguns minutos, para se sentir vivo...nós temos muitos gostos em comum...

Adora referir ao ar livre, mesmo sem platéia...vou apresentar ele para vocês, vem comigo...

Nos conhecemos no ano de 1989, em Brasília. Tinha sido convidada por um ex-namorado, para assistir uma aula de filosofia que seria ministrada por um Prof. Alemão - o mesmo entendia melhor português do que falava, mas a alquimia dele com o tema era extasiante. Sai encantada da sala de aula. Não sabia direito do que se tratava, só sabia que as coisas que ele falava, tocavam minha alma...quiz saber mais sobre esse sujeito, esse tal de Aristóteles. A primeira coisa que descobri é que ele havia sido díscipulo de Platão, estudado e praticado filosofia na escola do Mestre. 
Vinha de boa família, o pai foi médico e amigo de Philipp da Macedônia, conquistador da Grécia. Tudo já encaminhado para seu futuro...cara de sorte, pensei! Anos depois seria um dos professores mais famosos da história, ensinando Alexandre O Grande - aquele que se tornou legendário por suas grandes batalhas estratégicas e por seu grau de inteligência incomensurável, chegando a ser comparado com os um dos Deuses do Olimpo. 
Mas Aristóteles ainda não estava feliz, seguindo a máxima de todo grande homem e filosófo, que ama a sabedoria, tinha que continuar dando para receber mais, e ativar o conhecimento pela eterna troca, entre mestre e aprendiz. Volta para Atenas e consegue fundar a sua própria escola, o Liceu. Um pouco afastado da cidade, perto de uma floresta, daonde sairia para passear com seu alunos e filosofar entre as àrvores. Pela tarde adora referir, abrindo as portas do Liceu para o público. 
Pensou e escreveu muito, dialogou e organizou vários conceitos, organizando idéias que influenciariam a filosofia e a teologia medieval, na Europa ocidental como nenhum outro filósofo o fez; Biologia, psicologia, fisíca, moral, ética, lógica, política, antropologia...tudo interessava ao meu amigo! 
Conseguiu também organizar seus pensamentos em um livro muito conhecido ainda nos dias de hoje, chamado Organon – sua grande obra, seus famosos tradatos da Lógica. E indo sempre mais além, brilhou na metafisíca, falando dos problemas que afligem a alma; foi bem categórico ao afirmar, que o bem maior que o homem deve almejar, é a sua felicidade. No ato constante de buscar o bem e evitar o mal. Defendia o caminho do meio: “A maior virtude é o meio termo entre a abundância e a escassez.” Defendeu o amor e a sabedoria, como sendo a único caminho para atingirmos o grau máximo de conhecimento, afirmando que nenhuma virtude poderia ser maior do que a busca a origem do saber.
E para ser breve, partiu de Atenas temendo que acontecesse o mesmo com ele, que a Sócrates. Morreu em 322 a.C. Depois conto como a nossa amizade foi crescendo mais tarde.

***
Não importa se faça chuva ou faça sol, nesse restaurante, que fica na entrada do parque, vc pode apreciar a natureza de qualquer forma, pois as janelas são imensas e a luz é ótima lá dentro.


A primavera vai chegando devagar...hoje vi as primeiras mesas na àrea da parte exterior.

As janelas da casinha do Parque já estavam começando a serem limpas, para abrir ao público.

Espero que vocês tenham gostado de ter passeado comigo e meu amigo no parque. Esse "Paraíso verde" fica à alguns minutos de Zurique em Rüschlikon, e é um refúgio maravilhoso para quem procura paz, ou simplesmente um lugar para ler, ou escrever - como foi o meu caso hoje. Passei horas curtindo o sol e terminei uma "tarefinha" que estava protelando à dias. Salve o verde!

Fotos: Alessandra

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Impressões do Meu Jardim


"Primavera não é uma simples estação de flores, é muito mais, é um colorido da alma." Jaak Bosmans

                      
                     Azaléias japonesas, meu encanto na primevera

Essa semana o sol vem com tudo...deixo para vocês algumas impressões de uma grande história de amor que começou com um pedacinho de terra na Suíça: Meu Jardim.

             O que seria do meu paraíso sem o perfume das rosas?

                         Ao anoitecer esse tom de azul é mágico...
                                                Scabiosa 
 
                         Flores de cardo, foi amor a primeira vista 

                                   Flores de tomilho, e as abelhas dançam!

                                                        Mais flores de cardo

                                                      Templo das Borboletas

                               Um pedacinho do mediterrâneo

                             Que saudade do colorido das flores! 

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Restaurante Rathaus em Rapperswil



Hoje visitei o Restaurante Rathaus em Rapperswil. Conheço o local já há alguns anos e sempre volto super satisfeita de lá. Um restaurante sem frescura, para se visitar a qualquer hora. Qualidade, cozinha e preço: Top! Na fachada do prédio, tem um Relógio de sol que adoro; As cores escolhidas foram de muito bom gosto e quando o sol bate, fica magnifíco o colorido e a posição das figuras - novamente coisas de quem curti jardinagem. Rapperswil tem um lance meio mediterrâneo...acho que isso se deve aos vários terraços de restaurantes espalhados pela cidade - no inverno são poucos os locais que retiram as mesas do lado de fora - sem falar no charme do castelo - sempre lembro da história da Rappunzel. No verão se transforma na cidade das Rosas.   



O Local foi completamente restaurado com finalização das obras em 1998. 


No andar de cima, preservaram a escadaria antiga, intercalando com uma escada moderna no andar de baixo e usando a mesma madeira nos degraus das duas.  


As janelas permaneceram no mesmo tamanho da fachada antiga e no interior foram criados arcos para dar uma impressão de amplitude, obdecendo assim, as normas de renovação de prédios históricos - Rathaus a partir do ano de 1419  


Todos as vigas de madeira foram cuidadosamente tradadas e continuaram embelezando o salão do restaurante. A cor escolhida ficou perfeita.

 A salada mixta super diferente...algo como "folhas de babel" e os crús o cozinheiro colocou em baixo das folhagens...deliciosa... com cada garfada vc ia se surprendendo com o que encontrava em baixo.


Uma especialidade da região do Lago de Zurique "Fisch Knursperli" algo como a nossa "Isca de Peixe". No empanado, eles colocam cerveja para a massa ficar bem leve (o segredo de tudo). O cestinho de lá vem recheado com uma variação  grande de peixes  com ótima qualidade.


E para quem gosta, vai a dica das Dobradinhas...M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.A! Também quase extinta dos cardápios de Zurique. Vc pode escolher, ou feita a moda tecinense - com tomates - ou a moda de Zurique - ao vinho branco. O cozinheiro fez uma readaptação do prato - mais picante e com tomates cereja e cuminho. A garçonete me disse hoje, que o prato se tornou tão popular que agora eles servem o ano inteiro dobradinhas - na Suíça tem muito isso: comida de inverno ou de verão - depois vou postar sobre o assunto.  



sábado, 25 de fevereiro de 2012

Jardins de Monet - Eles existem

Jardins de Monet - Eles existem

Azul Sem Limites

Na terra dos alpes, mais uma vez o azul nos convidou a sonhar...fomos todos surpreendidos por um dia maravilhoso, o sol brilhou sem limites... 14°grausssssssssssssssss


"Sinto-me como uma semente no meio do inverno, sabendo que a primavera se aproxima. O broto romperá a casca e a vida que ainda dorme em mim haverá de subir para a superfície, quando for chamada. O silêncio é doloroso, mas é no silêncio que as coisas tomam forma, e existe momentos em nossas vidas que tudo que devemos fazer é esperar. Dentro de cada um, no mais profundo no ser, está uma força que vê e escuta aquilo que não podemos ainda perceber. Tudo o que somos hoje nasceu daquele silêncio de ontem. Somos muito mais capazes do que pensamos. Há momentos em que a única maneira de aprender é não tomar qualquer iniciativa, não fazer nada. Porque, mesmo nos momentos de total inação, esta nossa parte secreta está trabalhando e aprendendo. Quando o conhecimento oculto na alma se manifesta, ficamos surpresos conosco mesmos, e nossos pensamentos de inverno se transformam em flores, que cantam canções nunca antes sonhadas. A vida sempre nos dará mais do que achamos que merecemos". Kahlil Gibran


Algumas impressões da minha longa caminhada de hoje, em um azul 
sem limites...

                                                    
Neve???



quanta vontade de voltar a nadar no lago...

                                             
Azul Azul Azul



Quando chego aqui, sento por alguns minutos, respiro fundo e deixo 
que a paz invada minha alma.

i
Consegui chegar em casa à tempo e ainda comtemplar o por do sol da varanda...


                               Bom fim-de-semana para vocês!!!

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Bosque dos Esquilos

Nos meses de fevereiro e março é possível que haja acasalamento de esquilos e percebi que nesse período, eles estão super ativos nos bosques de àrvores mistas. Na Ilha de Au, descobri o que apelidei carinhosamente de "Bosque dos Esquilos." Hoje a terra dos alpes amanheceu banhada de sol e tinha absoluta certeza que a natureza estaria em festa... fui conferir!
A primeira vez que vi um esquilo fiquei apaixonada pela agilidade deles e desde de então, comecei a observar-los nos bosques e florestas nas minhas caminhadas. Tentei fotografá-los, mas sem muito sucesso.
Conseguiram ver o pontinho vermelho?  :-)   
                        
Eles estavam hoje sempre em parceria, correndo de um lado pro outro, sempre no topo das àrvores, dois pontinhos vermelhos apenas :-(
Sempre que entro no bosque, eles correm e se escondem nas folhagens verdes no topo das àrvores. Tenho que parar de respirar quase :-) e esperar que eles saiam bem devagar... fazendo depois o minímo de barulho por causa das folhas secas; o que é quase impossível de se evitar...
Daí sento e fico lá, ouvindo o vai e vem e as "conversinhas" de esquilinhos apaixonados ou famintos...
Apreciando mais um dia de sol em meio a tanta beleza.
Esconderijo de esquilos???